Graduação

O que estuda a Psicologia? Conheça as matérias!

Em razão da sua preocupação em investigar o ser humano, a Psicologia serve como uma ferramenta de autoconhecimento e de observação.

Autor
FELUMA
Postado em 1 de abril de 2021 - Atualizado em 7 de abril de 2021

Em razão da sua preocupação em investigar o ser humano, a Psicologia serve como uma ferramenta de autoconhecimento e de observação. Dentro da sua alçada, ela oferece diferentes campos para a especialização de um profissional da área. Mas, afinal, o que estuda a Psicologia exatamente?

Por que a sua atuação é científica e produto de observações e análises? Ao longo deste texto, nós vamos revelar alguns caminhos nos quais a Psicologia se debruça para lançar luz ao que se propõe sobre a nossa sociedade e quais são os campos de desdobramento. Continue a leitura!

O que é a Psicologia e qual a sua importância?

A Psicologia é a área que estuda o comportamento e as questões que perpassam a vida do ser humano. Trata-se da ciência que visa compreender os sentimentos, as emoções, as impressões e outras questões inerentes a uma pessoa.

O psicólogo é o profissional responsável por se aprofundar nessa ciência. Ao contrário do que se possa imaginar pelo senso comum, o trabalho de um psicólogo não fica restrito a um consultório ou a um atendimento clínico, pois ele está apto a exercer a profissão em diversos segmentos.

Afinal, o profissional que estuda a Psicologia aprende a lidar desde a área esportiva até a educacional. O objetivo em comum é fazer com que, as pessoas que buscam pelo serviço, possam ter saúde mental e bem-estar como contrapartida.

A importância da Psicologia é imensa para tempos em que estamos nos acostumando com a velocidade dos acontecimentos e nos esquecendo de deixar um espaço para que possamos repousar das situações cotidianas. Um profissional da área é responsável por auxiliar tecnicamente o indivíduo a buscar equilíbrio emocional que resulte em qualidade de vida. 

Matérias e eixos estruturantes do curso de Psicologia 

Para começar a entender o que estuda a Psicologia, é importante compreender que as matérias desse curso não são algo de caráter estanque, pois elas podem apresentar modificações segundo a grade de ensino das instituições que os oferecem. Até mesmo a questão dos nomes das matérias ligadas ao curso pode ser algo variável, assim como a disposição em que podem aparecer na caminhada do graduando.

A grade curricular da Psicologia é formada por disciplinas obrigatórias e optativas. No entanto, a base de estudos do aluno deverá estar de acordo com o que é definido pela Proposta de Diretrizes Curriculares do MEC.

Segundo a Diretriz Curricular vigente para o curso de Psicologia, a proposta do curso deve articular os conhecimentos, habilidade e competências em torno dos seguintes eixos estruturantes: 

  • Fundamentos epistemológicos e históricos;
  • Fenômenos e processos psicológicos;
  • Fundamentos metodológicos;
  • Procedimentos para a investigação científica e profissional;
  • Interfaces com campos afins do conhecimento;
  • Práticas profissionais.

Esses são os chamados eixos estruturantes, responsáveis por embasar as disciplinas adotadas no curso.

Matérias 

Como já dito, o graduando cursará matérias de ordem obrigatória e opcionais. Entre as obrigatórias, nós temos alguns exemplos, tais como: Avaliação Psicológica, Ética, História da Psicologia, Metodologia, Neuropsicologia, Pessoas com Deficiências e demais desdobramentos da Psicologia que compreendem as áreas que ainda vamos abordar no segmento desse texto. As nomenclaturas das disciplinas podem variar de uma instituição para outra. 

Conheça algumas áreas da Psicologia 

Psicologia Clínica 

paciente fazendo terapia com psicólogo e mostrando o que faz a Psicologia

A psicologia clínica é aquela em que se dá em um consultório ou clínica, em que um profissional — formado em Psicologia — atende um paciente individualmente, um casal, uma família ou um grupo.

É o momento em que o paciente (ou cliente, para algumas abordagens) abre a sua história, o seu passado e seu presente, as suas questões, as suas relações, a sua infância, e o psicólogo, por meio de técnicas (de acordo com a sua base teórica), poderá dar suporte ao paciente / cliente para que ele consiga ampliar o autoconhecimento e elaboração de sentimentos, aspirações e angústias rumo a uma melhor qualidade de vida.

Psicologia Esportiva

O psicólogo esportivo atua em múltiplos espaços do esporte. O mais comum é o psicólogo que atua com equipes de esporte coletivo, mas há o psicólogo que auxilia atletas individuais (natação, atletismo, ginástica olímpica) a lidar com a frustração, competitividade, medos e superação de desafios pessoais.

Em geral, a psicologia esportiva também cuida das equipes, no que diz respeito ao engajamento, liderança, relações interpessoais, cooperação assim como a corpo técnico e líderes, para que os atletas tenham, além do físico, a saúde mental em dia.

Psicologia do Trânsito

A psicologia do trânsito atua, por exemplo, com avaliação psicológica e psicotécnica (com aplicação de testes psicológicos) antes de o condutor tirar a sua habilitação e também nos casos de renovação de habilitação. Esses testes são muito comuns para motoristas profissionais, de caminhão ou ônibus, por exemplo, que precisam fazer a renovação de tempos em tempos.

Essa modalidade de atendimento também pode ser aplicada com pessoas que tenham fobias ou traumas na direção de veículos, atuando no trânsito com os cidadãos e fazendo uma “sessão in loco” para trabalhar os medos e as questões que o influenciam naquela atividade.

Psicologia Escolar/Educacional

O psicólogo escolar e educacional atua em instituições de ensino, como creches, escolas e faculdades. A sua intervenção se dá por meio das dificuldades de ensino e aprendizagem e das relações humanas e conscientização, como o bullying e a violência tão presente nas escolas.

Esse profissional ainda fica atento aos fatores externos que podem causar queda de desempenho ou bloqueios no ambiente de sala de aula. E ainda tem influência crucial com relação às relações interpessoais que permeiam esses ambientes.

Em muitas ocasiões, o psicólogo educacional ministra palestras e faz um trabalho, além do individual, também coletivo, com as turmas, famílias, todas com um olhar voltado para a questão escolar e educacional, de aprendizagem, como foco nos aspectos estimuladores ou até limitadores do aprendizado.

Psicologia Hospitalar

O psicólogo hospitalar atua em hospitais e clínicas de internação, assim como asilos, por exemplo. Em geral, o atendimento é para pacientes acamados ou em situação de internação por motivos de saúde. O trabalho do psicólogo hospitalar, no que diz respeito ao luto, é muito comum.

Seja em UTIs neonatais, para pais perdem seus filhos prematuramente e atendimento aos familiares; seja em pacientes terminais (independente de idade, sejam crianças ou idosos), lidando, de uma forma humana, com a finitude da vida e com atendimento aos doentes e seus familiares. Além disso, a atuação contempla o trabalho junto a familiares de pacientes internados, ainda que não estejam com quadro grave ou com risco de morte. 

Psicologia Jurídica 

O psicólogo jurídico atua no âmbito legal e judiciário, em processos, seja em penitenciárias e fóruns, seja em aspectos diversos. Em geral, atua com perícia legal, testes psicológicos, avaliação de saúde mental e em casos de família (guarda de filhos, aspectos legais e psicológicos para adoção, entre outros).

Para isso, na universidade, o profissional que estuda psicologia também aprenderá a aplicar, interpretar e corrigir essas avaliações. Aliás, dependendo do teste, somente o psicólogo devidamente capacitado poderá aplicar. 

Psicologia do trabalho

A psicologia do trabalho atua em empresas dos mais diversos segmentos, no setor de recursos humanos. Aqui, as atividades realizadas envolvem:

  • recrutamento e seleção com realização de entrevistas, testes e dinâmicas de grupo;
  • treinamento e desenvolvimento de pessoal;
  • avaliação de desempenho;
  • cuidado com a saúde mental dos colaboradores;
  • pesquisa de clima organizacional — bem como a identificação e implementação das melhorias necessárias.

É um tipo de profissional que tem um olhar mais humano e relacional sobre as relações profissionais, laborais.

Psicologia Social

O psicólogo social atua no âmbito da sociedade e do coletivo. Pode realizar trabalhos com população de rua, com psicologia institucional, psicologia e meio ambiente. É o âmbito da psicologia que cuida do que há de social, da Assistência Social e/ou Serviço Social.

Nesse caso, o trabalho é interdisciplinar e envolve o estudo do ser humano considerando o contexto social no qual ele está inserido e como ele afeta o seu desenvolvimento. 

Psicologia do Comportamento Motor

O psicólogo do comportamento motor atua na área de reabilitação e de reeducação no que diz respeito ao corpo e à psicomotricidade. Atua em conjunto com médicos, fisioterapeutas e outros profissionais da área da saúde física.

Aqui, os estudos estão voltados para questões como coordenação motora — até mesmo de músculos menores, o que inclui movimentos da face e das mãos, por exemplo —, o que ajuda a melhorar o controle da musculatura, desenvolver mais consciência corporal e trabalhar diversas habilidades.

É uma área que pode ser explorada desde a escola até em reabilitação de pacientes. Nesse último caso, os desafios são ainda maiores, visto que é necessário reaprender movimentos, o que traz certas dificuldades. O apoio psicológico é fundamental para lidar com limitações, depressão, ansiedade e outros fatores que podem prejudicar o desenvolvimento do tratamento.

Neuropsicólogia

O trabalho do neuropsicólogo, como o nome sugere, tem uma base na neurociência e foca tanto na saúde quanto na pesquisa. Ele atua com a avaliação, o diagnóstico, o tratamento e a pesquisa de aspectos como:

  • as emoções;
  • a personalidade;
  • o comportamento;
  • o funcionamento cerebral.

Tudo isso com base no âmbito cognitivo desses aspectos e na atuação conjunta com a área médica e neurologia.

Como ingressar na área de Psicologia?

O começo da jornada na graduação em Psicologia se faz por meio dos exames vestibulares para que o interessado se credencie a cursá-la em uma faculdade. Uma dica muito importante é observar como o MEC avalia as instituições que oferecem esses cursos, pois isso deve estar entre os critérios de relevância ao fazer a escolha pela instituição de ensino.

Depois, já considerando a formação concluída, a prática um ponto indispensável é obter o registro no Conselho Regional de Psicologia (CRP) e mantê-lo sempre em dia — garantindo o cumprimento da legislação que rege a área.

Gostou de saber o que estuda a psicologia? Quer continuar acompanhando outros artigos como este? Curta o nosso perfil no Instagram e fique por dentro de outros conteúdos e das novidades que acontecem por aqui!

Posts Relacionados

O que é fisioterapia: entenda como é o curso de graduação e o que faz um fisioterapeuta!

FELUMA
15 de junho de 2021
leia agora

10 dicas para montar uma rotina de estudos e passar no vestibular!

FELUMA
18 de maio de 2021
leia agora

Conheça todas as possibilidades do mercado de trabalho em Psicologia!

FELUMA
31 de março de 2021
leia agora

Fique por dentro das nossas novidades!

Insira o seu melhor e-mail e receba conteúdo exclusivo

    Ciências Médicas de Minas Gerais
    Alameda Ezequiel Dias, 275, CEP: 30130-110
    Belo Horizonte/MG - Brasil
    FacebookTwitterInstagram
    Copyright © 2020 Fundação Educacional Lucas Machado. Todos os direitos reservados.