Medicina

Conheça 8 especializações em Medicina para alavancar a sua carreira!

Investir nos estudos é o melhor caminho não só para construir uma carreira e alcançar uma remuneração interessante, como também para oferecer mais qualidade no tratamento aos pacientes, uma vez que vários avanços vão surgindo ao longo do tempo.

Autor
FELUMA
Postado em 31 de março de 2021 - Atualizado em 26 de julho de 2021

Investir nos estudos é o melhor caminho não só para construir uma carreira e alcançar uma remuneração interessante, como também para oferecer mais qualidade no tratamento aos pacientes, uma vez que vários avanços vão surgindo ao longo do tempo. Porém, com tantas especializações em Medicina disponíveis no mercado, qual escolher?

Elaboramos uma lista com 8 opções promissoras, que podem ajudar você a se destacar e a se tornar um profissional de referência na sua área. Quer saber quais são elas, o que abordam e como são na prática? Então, continue a leitura e confira detalhes a seguir!

1. Cirurgia robótica

Não é novidade que a robótica vem se desenvolvendo rapidamente ao longo dos anos, o que inclui diversas inovações para a área da Medicina. O que antes parecia cena de filmes de futuros distópicos, hoje vem se consolidando como realidade e está cada vez mais presente em hospitais e clínicas.

Vale dizer que essa área ainda tem um grande potencial a ser explorado, sendo, assim, uma das especializações em Medicina que merece bastante atenção nessa lista, uma vez que muitos avanços podem surgir com o passar do tempo.

Além disso, a tendência é a de que, cada vez mais, os pacientes busquem opções de cirurgia robótica, já que ela se destaca dos métodos tradicionais com diversas vantagens. Atualmente, ela já oferece benefícios que merecem atenção nesse tipo de procedimento. Isso inclui:

  • procedimentos menos invasivos;
  • rápida recuperação;
  • pós-operatório mais simples;
  • alta precisão cirúrgica.

A pós-graduação em cirurgia robótica é voltada para médicos cirurgiões e aborda temas como instrumentos robóticos, suturas, simulação robótica e cirurgias ao vivo. Nas aulas teóricas e práticas, o profissional tem oportunidade de participar de estudos de caso, operar simulador robótico em ambientes cirúrgicos e realizar procedimento com a supervisão dos preceptores.

Justamente por ser uma área bastante promissora e ainda em desenvolvimento, podemos dizer que essa é uma das especialidades médicas do futuro que vale a pena ficar atento e até mesmo considerar incluir em seu currículo.

2. Endocrinologia Ginecológica

jovem médica avaliando as possibilidades de especializações em medicina

Aqui, o objetivo é entender, diagnosticar e oferecer o tratamento adequado para as alterações hormonais que as mulheres sofrem ao longo da vida, desde a infância até a pós-menopausa. No curso, o profissional aprende a realizar diversas atividades, entre elas:

  • identificar a fisiopatologia de condições ligadas às questões hormonais e ginecológicas;
  • indicar e monitorar o uso de esteroides sexuais e métodos contraceptivos;
  • identificar a transição para a menopausa e todos os aspectos biológicos, sociais e psicológicos.

Em resumo, trata-se de uma área que une conhecimentos da endocrinologia e da ginecologia e que visa entender a relação entre elas e como podem ser exploradas para melhorar a qualidade de vida e o bem-estar das pacientes.

3. Geriatria

A expectativa de vida da população tem aumentado. Basta notar a diferença entre as pirâmides etárias de hoje e as de 50 anos atrás. Isso faz com que a demanda de pacientes idosos por serviços de saúde fique cada vez maior. Essa especialização visa preparar o profissional para lidar com questões ligadas à terceira idade, o que inclui:

  • alterações cognitivas;
  • limitação de movimentos;
  • presença de múltiplas patologias;
  • interações entre medicamentos.

O objetivo é prestar um atendimento de excelência para esses pacientes, o que levaria à redução de custos com saúde, diminuição da quantidade de internações e melhoria nos cuidados oferecidos aos idosos.

Além das questões de saúde, também se trabalha os aspectos biopsicossociais que influenciam o envelhecimento, a identificação de ações de políticas públicas focados na população mais velha e que proporcionam melhora na qualidade de vida e no bem-estar desses pacientes.

4. Medicina do trabalho

Na especialização em Medicina do Trabalho, os profissionais têm a formação voltada para a conservação, o diagnóstico e o tratamento da saúde de trabalhadores, seja em empresas privadas ou públicas. Para isso, a especialização médica segue as instruções determinadas pela Associação Nacional de Medicina do Trabalho.

Para essa função, o médico também deve desenvolver conhecimentos em normas legislativas, gestão de pessoas, metodologia epidemiológica, organização em empresas e até mesmo a vivência com a utilização de formulários de notificação.

Por meio desse trabalho, o profissional consegue prevenir as doenças ocupacionais e minimizar suas complicações. Com isso, além de cuidar dos colaboradores, ele também consegue promover bons resultados para a empresa, visto que diminui os índices de faltas, afastamentos e remanejamentos de cargos, por exemplo.

Em resumo, as atribuições do médico do trabalho envolvem:

  • conhecer, com detalhes, as atividades realizadas pelos trabalhadores;
  • a aplicação do PCMSO;
  • a criação de medidas preventivas para as doenças laborais;
  • a conscientização dos trabalhadores quanto às boas práticas no exercício da profissão e informar sobre os riscos de adoecimento (físico e mental);
  • indicar a realização de exames médicos (admissionais, demissionais e periódicos).

Vale destacar que o médico do trabalho atua em conjunto com ergonomistas, técnicos em enfermagem do trabalho, engenheiros do trabalho, fisioterapeuta do trabalho e psicólogos, por exemplo.

5. Medicina fetal

A Medicina Fetal é focada no acompanhamento de gestações de alto risco e presta atendimento sempre voltado para a mãe e o feto. Para isso, o profissional realiza ultrassonografias, aconselhamento genético, investigação de parto prematuro e até mesmo de procedimentos invasivos.

O trabalho é realizado quando surgem quaisquer problemas durante a gestação (como sangramentos), quando a gestante tem algum tipo de doença crônica, em casos em que o feto demonstra alterações no exame de ultrassom ou até mesmo em caso de gestações de gemelares.

6. Video-histeroscopia

Essa é uma das especializações em Medicina que visa preparar o profissional para a realização de cirurgias pouco invasivas. No curso, o médico aprenderá diversos temas, como infertilidade, doenças ginecológicas, sangramentos uterinos e os tratamentos cirúrgicos que podem ser adotados. 

Na prática, o médico será preparado para realizar a video-histeroscopia e ainda obtém capacitação técnica para realizar videocirurgias. Assim, ele pode tratar diversas condições como malformações, pólipos, infertilidade, tumores, miomas e outros problemas no trato geniturinário. 

Além disso, o especialista também pode efetuar a colocação e remoção de DIU, por exemplo, além de poder realizar investigação a respeito de infertilidade nas pacientes.

7. Videolaparoscopia

Essa especialização é voltada para médicos com residência em cirurgia geral e também:

  • cirurgia do aparelho digestivo;
  • cirurgia oncológica;
  • cirurgia pediátrica;
  • cirurgia colorretal;
  • áreas da ginecologia.

O objetivo é desenvolver profissionais para a realização de cirurgia videolaparoscópica. Para isso, ele participa de aulas teóricas e práticas. Dessa forma, consegue desenvolver habilidades sobre o uso dos materiais e os equipamentos necessários para executar o método.

Com a especialização, médicos das áreas citadas acima poderão realizar cirurgias minimamente invasivas.

8. Cirurgia vaginal e Uroginecologia

O objetivo dessa pós-graduação é capacitar profissionais para a realização de cirurgias vaginais e urinoginecológicas minimamente invasivas. Além disso, os profissionais também serão capazes de realizar diagnósticos, indicar e conduzir tratamentos terapêuticos.

Ao longo do curso, são vistos conteúdos ligados a diversas questões, como:

  • tratamento voltado para a incontinência urinária;
  • complicações cirúrgicas;
  • anatomia do assoalho pélvico;
  • histerectomia vaginal.

Essas são algumas das especializações em Medicina que estão disponíveis para você se qualificar no mercado. Já considerou qual é a melhor escolha para você? Não se esqueça de procurar uma área com a qual você tem afinidade, já que isso vai facilitar o seu aprendizado, tornar a sua prática ainda melhor e ajudar a oferecer um tratamento melhor para os seus pacientes.

Gostou dessa lista com as principais especializações em Medicina da atualidade? Aproveite e conheça as opções de especializações ofertadas pela Pós-graduação Ciências Médicas de Minas Gerais!

Posts Relacionados

Quiz: qual pós-graduação na área da Saúde tem mais a ver com seu perfil profissional? Descubra agora!

FELUMA
26 de julho de 2021
leia agora

Veja por que se certificar em cirurgia robótica na Ciências Médicas!

FELUMA
8 de julho de 2021
leia agora

Conheça algumas áreas da fisioterapia e encontre a melhor opção para se especializar!

FELUMA
31 de março de 2021
leia agora

Fique por dentro das nossas novidades!

Insira o seu melhor e-mail e receba conteúdo exclusivo

    Ciências Médicas de Minas Gerais
    Alameda Ezequiel Dias, 275, CEP: 30130-110
    Belo Horizonte/MG - Brasil
    FacebookTwitterInstagram
    Copyright © 2020 Fundação Educacional Lucas Machado. Todos os direitos reservados.