Alunos da Faculdade Ciências Médicas estreiam palco do Teatro Feluma

05/12/2019

Feluma inaugura novo espaço de incentivo à cultura, artes e educação em Minas

Feluma inaugura novo espaço de incentivo à cultura, artes e educação em MinasA Fundação Educacional Lucas Machado (Feluma) inaugurou, nesta semana (02/12), o Teatro Feluma – Professor Dr. Geraldo Magela Gomes da Cruz. Localizado no 7º andar da Faculdade Ciências Médicas, o evento contou com a apresentação da Bateria Batráquios, composta por alunos da Faculdade Ciências Médicas, e com a apresentação de violinistas da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais.

No evento de inauguração, estavam presentes o vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Agostinho Patrus, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, a promotora de Justiça da Procuradoria de Fundações, Dra. Valma Leite. Além de autoridades das esferas municipal e estadual, o evento contou com a participação presidente da Feluma, Dr. Wagner Eduardo Ferreira, do diretor da Faculdade Ciências Médicas – MG, professor José Celso Guerra, do curador do Teatro, Dr. Jair Raso, e o homenageado, professor Dr. Geraldo Magela Gomes da Cruz. A classe artística foi representada por produtores, atores e pelo presidente do Sindicado dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc-MG), Rômulo Duque, e da presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado de Minas Gerais, Magdalena Rodrigues.

Autoridades presentes na solidade de inauguração do Teatro FelumaO vice-governador, Paulo Brant, agradeceu à Feluma pela iniciativa. “Hoje minhas palavras são de agradecimento à Feluma por essa dádiva de oferecer um espaço de fomento à cultura, artes e educação”, ressaltou. O presidente da ALMG, Agostinho Patrus, falou sobre a importância do espaço para as artes mineiras. “O Teatro Feluma oferece ambiente de qualidade para produções de artistas mineiros e promove a integração entre a cultura e o ensino acadêmico”, pontuou.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, destacou a relevância da Feluma para a capital mineira. “Deixo registrado o agradecimento da Prefeitura de Belo Horizonte e ressalto que nossas portas estão abertas para tudo que essa Fundação, que faz tanto pela cidade, precisar”, afirmou.

O presidente da Feluma, Dr. Wagner Eduardo Ferreira, explicou o propósito do Teatro para o incentivo às produções artísticas mineiras. “É obrigação nossa continuar esse sonho iniciado por Lucas Machado e torná-lo realidade. Estamos entregando este teatro para Belo Horizonte e Minas Gerais para que qualquer artista mineiro possa fazer seus espetáculos”, declarou.

Homenagem ao professor Dr. Geraldo Magela, médico formado pela Faculdade Ciências MédicasO homenageado da noite, professor Dr. Geraldo Magela, contou sua trajetória como médico formado pela Ciências Médicas e todos os anos que tem vivenciado na instituição. O diretor da Faculdade Ciências Médicas – MG, professor José Celso Guerra, enfatizou o papel do espaço na valorização das artes e da cultura. A promotora de Justiça da Procuradoria de Fundações, Dra. Valma Leite, reforçou o crescimento da Feluma nos últimos anos e a gestão sustentável e eficiente. O curador do Teatro, Dr. Jair Raso, comentou a proposta do espaço, a importância da inserção das artes no ambiente acadêmico e prestou uma homenagem à presidência da Feluma com a participação da Bateria Batráquios, que tocou a canção “Anunciação”, de Alceu Valença.

O Teatro Feluma tem capacidade para 409 pessoas e visa democratizar o acesso às artes e à ciência, aos estudantes matriculados pelo Programa Universidade Para Todos (ProUni), que terão 10% de assentos gratuitos disponibilizados em forma de rodízio e mediante emissão prévia de ingresso.

Voltar ao topo