• 17/10/2014

    Na primeira quinzena do mês de Outubro, o Ambulatório Ciências Médicas – MG (ACM-MG) e o Hospital Universitário Ciências Médicas – MG (HUCM-MG) foram alvos de ações inovadoras em seu contexto assistencial por professora com alunos do curso de Terapia Ocupacional e de uma aluna do curso de Fisioterapia da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais (FCM-MG) que agregou voluntários de seu “projeto Corações” à iniciativa.

    As ações embasadas no paradigma da promoção da saúde, foram realizadas em comemoração ao Dia do Idoso (1/10) e ao Dia das Crianças (12/10), tiveram como objetivo favorecer maior interação e participação dos pacientes no território de assistência, bem com, a valorização do bem estar como um recurso para uma vida com qualidade. Assim, o ambulatório e o hospital tiveram momentos de aprendizado, de confraternização e de lazer para todo o público.

    No Dia do Idoso, no ambulatório, teve a exposição da maquete “casa segura” como recurso para o estabelecimento do diálogo com os idosos sobre a importância da redução de riscos de acidentes no ambiente doméstico para um envelhecimento com bem estar e qualidade de vida1. No hospital, pelas particularidades territoriais, a atividade consistiu no estabelecimento de relação interpessoal lúdica, alegre, solidária e promotora de bem estar aos idosos2. Como reforço para as atividades de autocuidado no dia a dia foi distribuído, aos pacientes com idade de 60 ou mais anos, um pequeno frasco de creme hidratante para as mãos.

    Para comemoração ao Dia das Crianças, o ambulatório foi modificado de modo a acolher o público infantil em um espaço de lazer e de descontração. As crianças tiveram a livre trânsito pelo local, liberdade para escolher e participar das atividades disponibilizadas – jogos, murais para colorir e desenhar, pintura de face. Além disso, houve distribuição de pirulitos e de balões às crianças e algodão doce liberado a toda comunidade local3. Já no hospital foi privilegiado a relação lúdica e alegre com as crianças, promovendo a descontração e a alegria. Os pais também eram convidados a participar das brincadeiras e das atividades com as crianças. Nesses encontros foram entregues caixinhas de giz de cera, desenhos para colorir, pirulitos e balões para as crianças e balas aos seus acompanhantes4. Ao público adulto, do ambulatório e do hospital, foi distribuído balas estimulando-os a tomar parte da comemoração.

     

    1. Débora Goulart; acad. T. O.: Ana Carolina S V Randow, Evellyn A A Rodrigues e Margherita M Pereira

    2. Débora Goulart; acad. Fisio: Lúcia H N Rossi; voluntária: Alline N C B Costa

    3. Débora Goulart; acad. de T.O.: Ana Carolina S V Randow, Evellyn A A Rodrigues; Margherita M Pereira ; acad. Fisio: Lúcia H N Rossi; voluntária: Alline N C B Costa

    4. Débora Goulart; acad. Fisio: Lúcia H N Rossi; voluntárias: Alline N C B Costa, Carolina I D Lopez e Vitória M Peixoto

  • 16/10/2014

    A Fundação Educacional Lucas Machado (FELUMA), mantenedora da Ciências Médicas – MG, em parceria com a Promed, está promovendo palestras de conscientização para prevenção do câncer de mama. A ação, uma das planejadas para o mês de outubro, faz parte do ciclo de atividades do Outubro Rosa, movimento mundialmente conhecido que visa estimular o combate ao câncer mais comum entre as mulheres, segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA).

    No último dia 15 de outubro, foram realizadas palestras para as colaboradoras do Hospital Universitário Ciências Médicas – MG, que puderam tirar dúvidas e tiveram acesso à mama amiga, um equipamento pedagógico que permite às mulheres a percepção de nódulos e alterações comuns nas mamas acometidas pela doença. Confira algumas fotos.

  • 15/10/2014

    Os recentes avanços da tecnologia na área da saúde possibilitam progressos surpreendentes e resultados cada vez mais assertivos. Essa tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia e, há cerca de um mês, a primeira cirurgia utilizando a imagem em 3D em Minas Gerais, foi realizada no Hospital Universitário Ciências Médicas – MG, antigo Hospital Universitário São José.

    A cirurgia de correção de prolápso vaginal foi realizada pelo Prof. Dr. Ricardo Pereira, do Hospital Santa Joana, do Estado de São Paulo, e pelo Prof. Dr. Walter Pace, do Hospital Universitário Ciências Médicas – MG. Contou ainda, com a participação ativa dos alunos da Pós-Graduação em Ginecologia Minimamente Invasiva, da Ciências Médicas – MG.

    Para o Prof. Dr. Walter Pace, a tecnologia utilizada diminuiu o tempo da cirurgia, tendo com isso, facilitado o resultado obtido. “Melhora no tempo de realização da cirurgia com a reprodução visual muito próxima da realidade do olho humano. E por ser pouco invasiva, ela apresenta uma melhora no pós-operatório, possibilitando uma recuperação mais rápida”.

    Essas técnicas inovadoras possibilitam ao médico cirurgião uma visão mais detalhada do procedimento e das técnicas utilizadas e proporciona ao paciente um menor tempo de permanência no hospital.

  • 29/09/2014

    O curso de Medicina da Faculdade Ciências Médicas – MG é o melhor do estado de Minas Gerais entre as instituições particulares de ensino, de acordo com o Ranking Universitário Folha 2014 (RUF), publicado este mês. A avaliação teve como base seis indicadores: Avaliação do Mercado, Qualidade de Ensino, Doutorado e Mestrado, Enade, Dedicação dos Docentes e Avaliadores do MEC.

    Há mais de 60 anos a FCM-MG oferece um curso de Medicina que alia tradição, modernidade e excelência no ensino, formando profissionais preparados para atender a sociedade e o mercado de trabalho.

    Essa avaliação confirma o alto nível de ensino da instituição, que se prepara e investe, cada vez mais, a fim de obter novos saltos de qualidade e continuar entre as melhores.

  • 24/09/2014

    Acontece hoje, 24/09, na estação do metrô Lagoinha um evento de prevenção contra a doença renal crônica. O evento é uma iniciativa do Hospital Universitário Ciências Médicas-MG, antigo Hospital Universitário São José, em parceira com o Grupo Santa Casa de Belo Horizonte, a Liga de Nefrologia da UFMG e Genzyme a Sanofi Company.

    O evento é aberto ao público e contará com a participação de acadêmicos das instituições para transmitir orientações sobre as doenças renais crônicas. Serão realizados cadastros dos participantes, aferição de pressão, verificação da glicose capilar, medição de peso, altura e circunferência abdominal.

    Após a triagem, os pacientes serão encaminhados aos médicos nefrologistas para avaliarem os resultados dos exames. Os pacientes diagnosticados como Doente Renal Crônico (DRC) serão encaminhados à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima para acompanhamento clínico.

      

    Dia: 24 de setembro de 2014

    Horário: 14h às 16h

    Local: Estação Lagoinha do metrô (Av. Nossa Senhora de Fátima, 1295 – Bairro Lagoinha)

    Atualização: confira a galeria de fotos do evento.

Voltar ao topo