Diretor acadêmico da Pós-graduação Ciências Médicas dá lugar ao artista plástico e apresenta a Exposição “Marcelo Miranda – O Olhar Aguçado pela Arte”.

25/06/2019

No andar térreo da Faculdade Ciências Médicas o público pode conferir parte do acervo do artista plástico Marcelo Miranda. Para surpresa de muitos, o professor Marcelo, como é conhecido na instituição onde trabalha há mais de 30 anos, sendo os últimos como vice-diretor e atualmente como diretor acadêmico da Pós-graduação Ciências Médicas, sempre dividiu a carreira acadêmica com as artes.

O gosto pelo desenho começou ainda menino. Em 1978, já na faculdade de Fisioterapia chegou a cursar também Belas Artes, mas acabou se dedicando mesmo à profissão de fisioterapeuta, sem nunca deixar de consumir e expressar arte. Em 1984, uma coleção com 12 desenhos entraria para a história do artista. Ele guardou as peças e, hoje, elas estão expostas no Espaço de Cultura da Faculdade.

A exposição “Marcelo Miranda – O olhar aguçado pela Arte” reúne 22 peças e está dividida em dois momentos de criação do artista. Os desenhos livres, que retratam cenas de circo e programas de auditório, marcam a primeira fase. São peças em tamanhos reduzidos feitas em nanquim a caneta, que segundo o artista expressam momentos de vida, mas sempre com o foco na figura humana.

E isso também é uma característica da segunda fase do artista, que em 2002, encontrou na pintura uma outra forma de fazer arte e de se expressar. Marcelo conta que se encantou pela cor – até então não fazia nada colorido – e descobriu na tinta e no pincel instrumentos de trabalho para toda a vida.

Na exposição, esta nova fase do artista está revelada em 10 grandes painéis. No novo estilo há cenas, pinturas abstratas e figurativas que predominam, mas em todas as telas a figura humana se faz presente, mesmo que escondida. Para o artista, isso pode estar ligado à formação dele que lida com o corpo, mas prefere não dar um sentido às telas, nem títulos, justamente para não influenciar o visitante. Marcelo explica que gosta de ver as pessoas descobrindo as pinturas por si mesmas: a maioria busca semelhança com algo e vê coisas que ele nunca imaginou.

Na abertura da exposição, o professor e artista Marcelo Miranda apresentou as obras a vários colaboradores das Ciências Médicas que prestigiavam a mostra. Para ele, ter os quadros expostos na Faculdade é motivo de muito orgulho e também um desafio, já que vai gerar nas pessoas uma associação entre o Marcelo, que tem uma vida ligada à instituição e o artista, que eles não conheciam. “ Quase todo artista gosta de ser criticado, gosta de ser avaliado, não necessariamente de agradar, mas saber de que forma as obras chegam nas pessoas, e despertar isso aqui na minha casa, nas Ciências Médicas, é muito bom”.

A Exposição “Marcelo Miranda – O Olhar Aguçado pela Arte” pode ser visitada até o dia 27 de julho no andar térreo da Faculdade Ciências Médicas.

 

Voltar ao topo