Lucas Machado

Lucas Machado

Lucas Monteiro Machado – Mais que um homem de ideias, um grande realizador

“Se, antes de pensares em recompensas materiais, cuidares com paixão do interesse do teu doente nos aspectos físicos, espirituais e morais, assim, serás um médico.” Trecho do discurso de Lucas Machado como paraninfo dos formandos da turma de 1961.

Essas palavras talvez sejam um dos recursos que consiga ilustrar com maior fidelidade o caráter do homem, médico, professor e cidadão Lucas Monteiro Machado. Graduado em medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (1924), especializou-se em  ginecologia e obstetrícia. Cinco anos depois, passou a exercer a docência da disciplina na Universidade de Minas Gerais (futura UFMG) e, em 1935, assumiu a chefia desse serviço na Santa Casa de Belo Horizonte, onde foi também diretor clínico.

Mas a maior parte de sua carreira e de sua vida, seria dedicada à diretoria e à docência na instituição que configurou-se como sua maior realização.

Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais – “Por que precisamos de mais médicos”

Em 1950, ao anunciar o maior dos seus sonhos – criar uma segunda faculdade de medicina, além da única existente no estado – o Dr. Lucas ouvia repetidamente a mesma pergunta: “Por que mais uma escola de medicina?” E sua resposta era curta nas palavras, mas enorme em garra, visão de futuro e engajamento em cuidar das pessoas: “Por que precisamos de mais médicos.”

Pensava-se que havia médicos em excesso, engano decorrente da má distribuição dos profissionais, concentrados nos grandes centros urbanos naquela época. Em Minas, por exemplo, cerca de 60 municípios não possuíam um só médico. Dessa forma, Lucas Machado e a equipe da Santa Casa, viam-se desafiados pela carência de serviços de saúde no país, já que uma considerável parcela de seus pacientes vinha de outras regiões, desprovidas de qualquer socorro médico.

Um ideal que inspirou muitos apoiadores, transformando-se em realidade

O cenário que assustaria e desestimularia à maioria dos profissionais e futuros médicos, despertou no Dr. Lucas Monteiro Machado seu maior ideal: criar uma nova casa de ensino médico em Belo Horizonte. E ele foi em frente.

Compartilhando os mesmos ideais e contando com o apoio da nascente Universidade Católica, em junho de 1950, professores, médicos do corpo clínico da Santa Casa e da cidade unem-se a Lucas Machado para fundar a Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais.

Assim, pelas ideias, influência e pelas mãos desse homem que foi capaz de grandiosas realizações, que dedicou sua vida à medicina e às pessoas de todas as formas possíveis – clínica, ensino, gestão, pesquisa, liderança de classe – construiu-se esta que é hoje uma das mais importantes instituições de ensino superior em saúde no Brasil.

Marcos da história da instituição clique aqui

 

Voltar ao topo